Conheça os 5 vinhos mais caros do mundo – 99Truques

Conheça os 5 vinhos mais caros do mundo

Artigo verificado

Você conhece os vinhos mais caros do mundo? O vinho é uma das bebidas mais populares e antigas do mundo.

Assim, muitos amantes do vinho criam suas coleções para investimento e entretenimento.

É por isso que muitos apreciadores procuram este precioso líquido para completar a adega cheia de garrafas únicas.

Atualmente, é possível encontrar mais de 1 milhão de vinhos diferentes, alguns deles únicos, difíceis de encontrar e caros.

Portanto, veja abaixo quais são os 5 vinhos mais caros do mundo.

5 vinhos mais caros do mundo

Lembrando que nenhum dos vinhos que serão citados são fabricados no Brasil, e citaremos os que estão na categoria tinto.

1. Haut-brion

Para grande parte dos especialistas, Château Haut-Brion (CHB) é o principal vinhos dos vinhos de Bordeaux.

Além disso, para algumas pessoas, como o crítico de vinhos Robert Parker, é simplesmente o melhor vinho do mundo, além de estar entre os vinhos mais caros do mundo.

Nesse sentido, um dos primeiros relatos sobre esta propriedade de vinhas deste vinho ainda existe e reside numa área com um castelo que data de 1423.

No entanto, o castelo realmente só foi construído por Jean de Pontac (criador do château haut-brion), em 1550.

Ou seja, este vinho é de uma das mais velhas famílias que trabalham com vinhos, a família Pontac, durou por mais de 101 anos.

Desse modo, diversas famílias dirigiram este vinhedo.

Assim, passados alguns anos, em 1923, o vinhedo se tornou parte da propriedade do André Gibert Georges Delmas que dirigiu este negócio desde 1923 a 1961.

No ano de 1961, seu filho Jean Bernard Delmas passou a dirigir o negócio, onde em 2004 entregou a direção a seu filho Jean-Philippe Delmas.

Por fim, há em torno de 3 hectares de terra são usados ​​para variedades de uvas brancas e vermelhas.

2. Lafite rothschild

No período de 1980 foi um grande momento para leilões de vinho do mundo.

Nesse sentido, uma garrafa de château lafite rothschild foi comprada em 1985 por US$ 160.000, pelo empresário Malcolm Forbes.

Por conseguinte, caso você não conheça, está também é a garrafa de vinho mais cara já vendida em um leilão.

Dessa forma, a Lafite, juntamente com Margaux, Latour, Haute-Brian e Mouton Rothschild estão incluídas na Premier Cru Classe de Bordeaux.

Sendo assim, ele acaba se encaixando bem entre os vinhos mais caros do mundo.

3. Latour

Outro vinho premium, com as características clássicas dos vinhos tintos da região de Pauillac, e é tido por muitos como os vinhos mais caros do mundo.

Dessa forma, para você ter uma ideia, uma garrafa de château latour de 1961 foi vendida por US$ 62.000 (aproximadamente R$ 344.803 na cotação atual).

Além disso, curiosamente, em meados do século XVII, Lafite, Mouton e Latour se tornaram propriedades do Marquês de Segur.

Ou seja, é um vinho muito famoso, que possui a sua história, e se encaixa facilmente entre os vinhos mais caros do mundo.

4. Margaux

O Château Margaux é um dos vinhos mais sofisticados e caros, uma vez que a sua estrutura sólida e elegante garante longevidade.

Além disso, Gioacchino Rossini, um dos grandes compositores italianos de ópera italiano, até escreveu uma música para este vinho.

Por conseguinte, o vinhedo é em que ele é produzido tem mais de 80 hectares, e há muito neste vinhedo argila, calcário e um solo pedregoso.

Por fim, o château Margaux continua a ser um excelente vinho em razão da sua natureza e boa criação, e está na lista dos vinhos mais caros do mundo.

5. Mouton rothschild

Desde a colheita de 1945, o Château Mouton Rothschil é considerado o vinho por excelência e hoje todos os rótulos são pintados por famosos artistas como Picasso, Chagall e Miro.

Assim, para saudar os excelentes vinhos, o vinho Mouton foi promovido à elite do Premier Grand Cru Classé.

Nesse sentido, os seus vinhos são bem fortes e ricos, mas com a idade alta apresentam uma textura delicada e aveludada.

Considerações finais

Para os amantes da bebida, conhecer os vinhos mais caros do mundo pode ser realmente uma grande tentação e ao mesmo muito interessante conhecer o processo.

Por fim, o que você achou dos vinhos citados.

Espero que tenha gostado.

Nos vemos em breve.

Compartilhe com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *